Evaluación de la educación superior e internacionalización de políticas públicas

Palabras clave: Políticas públicas. Educación Superior. Evaluación. Internacionalización.

Resumen

Este trabajo tiene el objetivo de comprender la constitución de las políticas públicas de evaluación de la Educación Superior que buscan observar las similitudes y diferencias en los sistemas de evaluación brasileño, argentino y portugués. Como cuestiones provocadoras, se pregunta: ¿las características de políticas públicas de evaluación pueden ser consideradas como un fenómeno de internacionalización? ¿Los distintos sistemas de evaluación de la Educación Superior presentan similitudes o diferencias importantes? Como fundamento metodológico se utilizó la Educación Comparada como herramienta para observar estas semejanzas y diferencias (Manzon, 2015), realizándose un estudio documental y bibliográfico (Gil, 2011). Se constató que las políticas de evaluación ocurren en tiempos y con rasgos similares en los tres países, que se convierten en un fenómeno internacionalizado a partir de la influencia de organismos multilaterales. Con eso, uno de los factores que genera políticas educativas globalizadas, que van delineándose y adquiriendo rasgos propios en cada contexto.

 

Biografía del autor/a

Rosane Carneiro Sarturi, Universidade Federal de Santa Maria/UFSM

Licenciada em Pedagogia pela Faculdade de Filosofia Ciências e Letras Imaculada Conceição (1984), pós-graduada em Currículo por Atividades (1986), pós-graduada em Orientação Educacional (1991), Mestre em Educação pela Universidade Federal de Santa Maria (1999) e Doutora em Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2003). Pós-doutorado em Políticas Públicas na Universidade de Valência - Faculdade de Filosofia e Ciência da Educação como bolsista CAPES/Fundação Carolina (2010-2011). É professora Associada III da Universidade Federal de Santa Maria no Departamento de Administração Escolar, . É professora no Programa de Pós-Graduação em Educação, do Centro de Educação da UFSM, na Linha de Pesquisa 02: Práticas Escolares e Políticas Públicas. 

Mônica de Souza Trevisan, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Farroupilha, campus Panambi

Professora Ensino Básico, Técnico e Tecnológico (EBTT) no Instituto Federal Farroupilha Campus Panambi (2019) nos cursos Licenciatura em Química e Ciências Biológicas. Doutora em Educação pela Universidade Federal de Santa Maria (2018); Mestre pelo Programa de Pós-Graduação em Educação da UFSM, Linha de Pesquisa Práticas Escolares e Políticas Públicas com a Dissertação "Influências do Sinaes na construção curricular do curso de Pedagogia? (2014); Especialista em Psicopedagogia Institucional pela Faculdade Dom Alberto de Santa Cruz do Sul (2009), Graduada em Pedagogia pela Universidade Federal de Santa Maria (2007). Experiência na Educação Básica como professora municipal nos Anos Iniciais do Ensino Fundamental (2007-2009)

Antônio Carlos Minussi Righes, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Farroupilha, campus São Vicente do sul

Graduação em Administração de Empresas pela FEA/RS - Fundação Educacional de Alegrete (1985) - URCAMP , especialista em Gestão Empresarial pela URI/RS - Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões, Campus Santiago (2000), mestrado em Engenharia de Produção pela UFSM/RS - Universidade Federal de Santa Maria (2004) e especialista em Didática e Docência do Ensino Superior na UNIGUAÇU/PR - Unidade de Ensino Superior Vale do Iguaçu (2008), Doutorado em Educação do Programa de Pós-Graduação em Educação - PPGE, da Universidade Federal de Santa Maria ? UFSM. Professor de Ensino Básico, Técnico e Tecnológico (EBTT) do Instituto Federal Farroupilha, Ciência e Tecnologia -Campus São Vicente do Sul-RS. 

Viviane Martins Vital Ferraz, Universidade Federal de Santa Maria/UFSM

graduação em Pedagogia com Habilitação em Educação Infantil, Administração Escolar e Magistério das séries iniciais pela Universidade Castelo Branco (2002); especialização em Psicopedagogia e Orientação Educacional pela Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (2006); especialização em Docência do Ensino Superior pela Faculdade São José - Rio de Janeiro (2007); Mestre em Educação pela Universidade Federal de Santa Maria-UFSM (2010); Atualmente cursa o Doutorado em Educação pela UFSM, na linha de pesquisa Práticas Escolares e Políticas Públicas. 

Publicado
2021-05-01
Cómo citar
Sarturi, R. C., Trevisan, M. de S., Righes, A. C. M., & Ferraz, V. M. V. (2021). Evaluación de la educación superior e internacionalización de políticas públicas. Revista Educación Superior Y Sociedad (ESS), 33(1), 384-408. Recuperado a partir de https://www.iesalc.unesco.org/ess/index.php/ess3/article/view/357